Homenagem da UGT Santa Catarina a todos os Professores e Professoras

15/10/2010 11:14

 

Que saudade da professorinha
Que me ensinou o beabá...

Esses versos, cantados por Ataulfo Alves na música Meus Tempos de Criança de 1957, em que “professorinha” tem uma conotação de ternura, respeito e admiração e não o contrário, como hoje poderia ser interpretado, muito bem serve para uma reflexão acerca desse dia 15 de Outubro, Dia do Professor.

Longe se vão os findos anos 50, época em que a educação era na maioria das vezes, atribuição das mulheres e dos religiosos.

Muita coisa mudou de lá até os dias de hoje e continuam mudando numa dinâmica tão célere que mal temos tempo para avaliarmos todos os desdobramentos dessa nova ordem.

Na verdade, já não há mais nenhum glamour, nem tão pouco o respeito de outrora diante de tão nobre ofício.

O que hoje observamos é uma inversão de valores sem precedentes, uma total falta de respeito com nossos professores e professoras, tanto por parte de pais e alunos, que chegam ao extremo absurdo de cometerem agressões físicas contra professores e professoras dentro das escolas, quanto por parte de quem explora o trabalho desses, desrespeitando seus direitos mais elementares.

O Professor do século XXI é exigido ao extremo, em virtude da necessidade de adequação aos novos tempos e as novas tecnologias. Isso requer desses trabalhadores, dedicação quase que exclusiva, sem que sobre por isso, tempo para sua vida privada, tempo para viver outras experiências, tão importantes ao desenvolvimento humano.

Como pode haver qualidade de vida diante dessa deplorável realidade vivenciada por professores de todo o país?

PARABÉNS PROFESSOR!

PARABÉNS PROFESSORA!

Parabéns pela coragem de continuar exercendo essa atividade tão essencial a todos nós!

Essa é nossa singela homenagem, tal qual a dos significativos versos cantados por Ataulfo Alves.

 

Paulo Cesar Amante

Assessor Comunicação UGT/SC